Assessor de Bolsonaro diz à PF que repassa vídeos do presidente a canal bolsonarista

Em depoimento à Polícia Federal, Tércio Arnaud Thomaz, assessor especial de Jair Bolsonaro e um dos jovens recrutados por Carlos Bolsonaro para compor o chamado “gabinete do ódio”, declarou que repassa vídeos do presidente ao canal bolsonarista “Foco do Brasil”, diz o Estadão.

Tércio foi ouvido no inquérito que apura a organização e financiamento dos atos antidemocráticos.

Segundo o assessor, vídeos de participações do presidente em eventos costumavam ser publicados no site da estatal TV Brasil, mas, em razão de problemas técnicos, o conteúdo passou a ser enviado diretamente ao canal bolsonarista.

Ele admitiu ainda ter criado as páginas “Bolsonaro Opressor”, “Bolsonaro Opressor 2.0”, “Bolsonaro News”, “20 Oprimir”, “Extrema Vergonha na cara” e “Nordestinos com Bolsonaro 2018”.

No inquérito também foi ouvido o tenente-coronel do Exército Mauro Cesar Barbosa Cid, ajudante de ordens de Bolsonaro.

Como mostrou a Crusoé, a PF encontrou mensagens de Whatsapp nas quais o blogueiro Allan dos Santos sugere a “necessidade de uma intervenção militar” ao assessor do presidente.

Leia mais: Bolsopetismo pró-impunidade: bolsonaristas e petistas juntos contra a proposta de prisão de condenados em segunda instância
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 38 comentários
TOPO