ACESSE

Assessor de Carlos Minc, ex-ministro de Lula, também movimentou dinheiro de funcionários da Alerj

Telegram

Assessor do ex-ministro de Meio Ambiente do governo Lula e atualmente deputado estadual Carlos Minc (PSB-RJ), Antônio Lisboa Melo de Oliveira movimentou mais de meio milhão de reais em 13 meses, segundo o Jornal Nacional.

“Parte desse dinheiro vinha de servidores da Alerj.

De acordo com a relação do Coaf, foram R$ 161.729,00 tendo como origem transferências recebidas de pessoas físicas, inclusive funcionários da Alerj, e pessoas jurídicas. Além disso, ele próprio repassou dinheiro para funcionários da Casa.”

Oliveira deu a seguinte alegação:

“Existem pessoas aqui que eu tenho empréstimos com as pessoas, entendeu? Empréstimos bancários que a pessoa tirou do Itaú pra mim, entendeu? E o que acontece, eu pago essas pessoas mensalmente. Essa movimentação é de empréstimo, entendeu? De dinheiro emprestado, entendeu? Tudo entre a gente mesmo.”

Já Carlos Minc, um dos 27 deputados investigados na área civil por improbidade administrativa, alegou que as movimentações do assessor dele são fruto de empréstimos concedidos a conhecidos e que não houve nenhum aumento patrimonial dele ou do funcionário.

Assessora de André Ceciliano, do PT, recebeu depósitos e transferências de dois servidores da Alerj

Assessora de Eliomar Coelho, do PSOL, depositou R$ 60 mil do salário na conta do chefe de gabinete

O caso Queiroz e o incômodo das militâncias

Renan Calheiros: será que ele vai retomar o poder no Senado? Leia aqui

Comentários

  • elisabeth -

    Carlos MInc nunca me enganou, uma lambe botas do cachaceiro, só assim conseguiu um cargo do qual tirou maior proveito para si próprio, vergonha .podre, agora ele está aparecendo em mídias como ban

  • Augusto -

    Toda essa lama se deve a que comissionados administrativos "recebem" da Assembleia valores muito mais altos do que se estivessem no mercado de trabalho. Daí...

  • Alcindo -

    até que enfim, até que em fim...

Ler 55 comentários