Assinou sem ter lido

O ministro da Defesa, Jaques Wagner, surpreendeu-se com o decreto assinado por Dilma Rousseff tirando poderes dos militares.

Ele afirmou, segundo o Estadão, que “o texto só entra em vigor em 14 dias, o que dá tempo para que qualquer erro seja corrigido”.

O antagonista Diogo acabou de se jogar pela janela.

Faça o primeiro comentário