ACESSE

Associação de procuradores vê 'excesso' de Dodge contra fundo da Lava Jato

Telegram

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) divulgou nota de repúdio à ação de Raquel Dodge no STF que questionou a criação do fundo anticorrupção da Lava Jato.

Argumentou que “não é normal” que a chefe do Ministério Público questione numa instância superior atos de membros que atuam no primeiro grau da Justiça.

“A cronologia demonstra o excesso da ação. A ADPF foi apresentada pela PGR depois de os procuradores naturais do caso terem anunciado, duas horas antes, publicamente, que reavaliariam, conjuntamente com o Executivo e o Legislativo, a questão. A ADPF apresentada pela PGR nasce prejudicada e se configura desnecessária tanto do ponto de vista jurídico quanto institucional.”

LAVA TOGA: A CHANCE INÉDITA DA LAVA JATO. Leia aqui

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 46 comentários