AstraZeneca: relatos sobre baixa eficácia em idosos "estão completamente incorretos"

AstraZeneca: relatos sobre baixa eficácia em idosos “estão completamente incorretos”
Foto: neelam279/Pixabay

A AstraZeneca desmentiu nesta terça (26) relatos sobre uma suposta baixa eficácia de sua vacina contra a Covid-19 em idosos.

“Referente as informações divulgadas de que a eficácia da vacina AstraZeneca / Oxford é baixa (8%) em adultos com mais de 65 anos, os dados estão completamente incorretos”, diz nota da empresa enviada a O Antagonista.

“No Reino Unido, o JCVI (Joint Committee on Vaccination and Imunization), um comitê consultivo de especialistas independentes que assessora os departamentos de saúde do Reino Unido sobre imunização, apoiou o uso nesta população e o órgão regulador de saúde do Reino Unido (MHRA – The Medicines and Healthcare products Regulatory Agency) incluiu este grupo sem ajuste de dose na autorização para o fornecimento de uso emergencial. Em novembro, publicamos dados na revista científica ‘The Lancet’ demonstrando que adultos mais velhos mostraram fortes respostas imunológicas à vacina, com 100% dos adultos mais velhos gerando anticorpos específicos após a segunda dose”, acrescentou a AstraZeneca.

A empresa não respondeu se e quando pretende publicar os dados sobre eficácia da vacina em idosos.

A alegação da suposta baixa eficácia foi publicada primeiro ontem (25) pelo jornal alemão Handelsblatt, e depois pelo tabloide Bild. Segundo o primeiro, fontes do governo da Alemanha esperariam uma eficácia de apenas 8% entre maiores de 65 anos. Os jornais não mostraram documentos para embasar a alegação.

Na manhã desta terça (26), o ministro da Saúde da Alemanha, Jens Spahn, disse que as reportagens eram “especulação”, segundo o Guardian.

“Parece que duas coisas foram confundidas nos relatos”, um porta-voz do ministério alemão informou à imprensa. O texto foi publicado pelo Politico e pelo Guardian. “Cerca de 8% dos pacientes nos ensaios de eficácia da AstraZeneca tinham entre 59 e 69 anos, apenas 3% a 4% mais de 70. Isto não resulta em eficácia de apenas 8% entre idosos”.

Resultados do ensaio clínico da vacina da AstraZeneca foram publicados na revista Lancet em dezembro. O artigo mostrou eficácia de 62% nos pacientes que receberam duas doses padrão e de 90% nos que receberam primeiro meia dose, seguida de uma dose padrão.

Os dados incluem pacientes no Brasil, África do Sul e Reino Unido. A maioria dos participantes tinha até 55 anos.

Leia mais: O impeachment de Bolsonaro entra na agenda.
Mais notícias
Mais lidas
  1. "Lockdown imediato, nacional, de 21 dias"

  2. "O BOBO DA CORTE"

  3. Magazine Dilma

  4. Aras avalizou ataque do STJ à Lava Jato

  5. Nunca morreu tanta gente

Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 42 comentários
TOPO