Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ata de reunião de Salles com senadores está em computador apreendido pela PF, diz ministério

Parlamentares confirmaram publicamente presença em reunião de 25 de março sobre madeira apreendida
Ata de reunião de Salles com senadores está em computador apreendido pela PF, diz ministério
Foto: Ministério do Meio Ambiente/Flickr

O Ministério do Meio Ambiente não forneceu a ata e a lista de presença de uma reunião de Ricardo Salles com senadores porque, segundo a pasta, “as informações encontram-se no computador apreendido na operação Akuanduba da Polícia Federal”.

A mensagem foi enviada na tarde desta segunda (7) em resposta a pedido de O Antagonista via Lei de Acesso à Informação.

Reprodução/Fala.BR
Em abril, Ricardo Salles revelou à CBN ter atuado a pedido de três deputados federais e quatro senadores para liberar a madeira apreendida pela PF. O ministro informou o nome de uma deputada (Caroline de Toni) e dos quatro senadores (Jorginho Mello, Mecias de Jesus, Telmário Mota e Zequinha Marinho), mas não dos dois deputados restantes. A equipe da CBN também não perguntou.

Nos dias seguintes à entrevista de Salles, todos os cinco parlamentares citados confirmaram publicamente participação na reunião. O encontro foi em 25 de março.

O Decreto nº 4.334, de 2002, define que o agente público deve “manter registro específico das audiências, com a relação das pessoas presentes e os assuntos tratados”.

O Antagonista pediu ao Ministério do Meio Ambiente em 30 de abril a ata e a lista de presença da reunião com senadores. A Operação Akuanduba só foi deflagrada em 19 de maio.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO