Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ataque de Bolsonaro a jornalista gera indignação no meio político

Mais cedo, o presidente deu um novo piti ao ser questionado sobre sua insistência em não usar máscara de proteção contra a Covid
Ataque de Bolsonaro a jornalista gera indignação no meio político
Foto: Isac Nóbrega/PR

Autoridades e figuras públicas condenaram o ataque de Jair Bolsonaro a uma repórter da Globo nesta segunda-feira (21). Mais cedo o presidente se irritou ao ser questionado sobre sua insistência em não usar máscara.

No Twitter, o governador de São Paulo, João Doria, considerou o piti de Bolsonaro uma demonstração de seu descontrole.

Lamentável mais um surto verborrágico do presidente Bolsonaro contra a imprensa. O ato demonstra sua intolerância e descontrole. Minha solidariedade à jornalista agredida e aos profissionais atacados. A liberdade de imprensa é um direito que o atual governo insiste em confrontar.”

O apresentador Luciano Huck disse que Bolsonaro foi covarde.

“Toda a minha solidariedade à repórter Laurene Santos. A jornalista foi atacada ao fazer perguntas pertinentes. Rodeado de bajuladores, o presidente se sentiu à vontade pra humilhar uma mulher que apenas cumpria seu dever profissional de informar. Covardia total.”

A petista Gleisi Hoffmann chamou o presidente de genocida e disse que ele faz mal à saúde dos brasileiros.

“Agressividade de Bolsonaro com jornalistas mostra um presidente descompensado, raivoso, que não tolera o contraditório. Uma pessoa assim não tem condições de governar e precisa sair o quanto antes. O genocida faz mal à saúde do povo e à democracia.”

Bolsonaro está conseguindo fazer lulista parecer democrata.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO