Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Até hoje Bolsonaro não desmentiu o Luis Miranda"

O presidente da CPI da Covid reafirmou que a comissão tem indícios suficientes para dizer que Bolsonaro cometeu crime de prevaricação
“Até hoje Bolsonaro não desmentiu o Luis Miranda”
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Presidente da CPI da Covid, o senador Omar Aziz reafirmou que a comissão tem indícios suficientes para dizer que Jair Bolsonaro cometeu crime de prevaricação.

Temos. Até hoje, o presidente não desmentiu o Luis Miranda. Ele cita até o nome do líder do governo (Ricardo Barros), segundo o deputado, e o presidente não tomou nenhuma providência. E Barros continua sendo líder do presidente. Por que, se no dia 20 de março, no Palácio da Alvorada, você recebe um deputado e fala, segundo contou o parlamentar, que sabe quem está por trás disso, e mantém essa pessoa até hoje como líder? Eu não sei mais o que é prevaricar”, disse em entrevista ao Correio Braziliense.

Em 25 de junho, Miranda disse à CPI que Bolsonaro teria citado Barros como integrante do esquema relacionado à compra de vacinas.

Pouco mais de um mês depois, o presidente defendeu o líder do governo e afirmou que o parlamentar continua com credibilidade para tocar os assuntos do governo.

A honra dele é jogada na lama por pessoas que não têm credibilidade perante a opinião pública. A CPI deve ouvi-lo. Por que deixá-lo sangrando?”, questionou.

Leia também a entrevista exclusiva de Aziz para a Crusoé: Há crimes comprovados.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO