Até que a corrupção os separe

Raquel Muniz é aquela deputada pelo PSD de Minas Gerais que votou pelo impeachment de Dilma Rousseff citando o trabalho do marido, Ruy Muniz (PSB), prefeito de Montes Claros que foi afastado dias depois acusado de integrar um grupo que teria praticado fraudes tributárias e previdenciárias, estelionatos qualificados, desvio de recursos de entidades beneficentes de assistência social sem fins lucrativos e de verbas públicas federais.

O casal está hoje juntinho na Câmara dos Deputados, como mostra esta imagem enviada a O Antagonista:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 27 comentários
  1. Eta braziu-ziu-zinho de _erda! Tudo aqui é permitido e, pior, sempre tem uma explicação, como atestou o psicocorintianopetistólogo: “O prazer do gol, mesmo com a mão, inebriou de tal forma o Jô que alterou sua índole.” Pois é, o Jô é um cara honesto que só peca quando faz gol com a mão! Taí uma excelente baba para os advogados do Lula.

    1. Com o Doria dando uma banana para SP e o Crivella fazendo religião ao invés de gestão, é sumindo em meio a crises (kd ele hoje) SP E RJ ganham fácil da gente

  2. O que o delinquente faz ao lado da meliante, na Câmara? Será que ela o designou para representá-la no mandato? Com tipos como esses, tudo é possível, mesmo sendo impossível dentro da lei.

    1. Caro Braz,
      Estava me preparando para postar comentário nesse sentido, do tipo : “Desonestos que agem unidos, permanecerão unidos” – mas seu comentário é mais sintético. Parabéns.

  3. Lula apresentou 32 versões para sua cobertura em São Bernardo:
    https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/09/21/as-varias-versoes-sobre-apartamento-atribuido-a-lula-na-lava-jato.htm/