Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Até que eu gostaria", diz Kátia Abreu, sobre verba extra em 2021

“Até que eu gostaria”, diz Kátia Abreu, sobre verba extra em 2021
Foto: Reprodução/redes sociais

O Antagonistacomo registramos ontem, enviou mensagens a deputados e senadores questionando-os sobre o recebimento de verbas extras de 2020 para cá — entenda aqui.

As respostas continuam chegando.

A senadora Kátia Abreu, de Tocantins, disse a este site que no ano passado, quando trocou o PDT pelo Progressistas, conseguiu “recursos extras para custeio da Covid-19”. Ela não detalhou.

“Este ano, nada. Até que eu gostaria”, acrescentou.

Jerônimo Goergen, deputado do Progressistas do Rio Grande do Sul, também afirmou que recebeu verba extra no ano passado: algo em torno de R$ 4 milhões, segundo ele.

“Não fiz negociação alguma. O pouco que empenhei é uma média do que empenho anualmente nos encerramentos dos anos.”

O deputado Paulo Eduardo Martins (PSC) disse que teve acesso somente aos recursos das “emendas normais” — cada congressista tem direito a indicar R$ 15 milhões em emendas por ano. As verbas extras são negociadas “por fora”, na coxia da Esplanada, sem critérios claros e sem qualquer transparência.

“Eu nem sequer tenho o telefone do general Ramos [Luiz Eduardo Ramos, secretário de Governo], com quem tive um único contato pessoal, em 2019. Tampouco falei com qualquer pessoa do governo a respeito de eleição da Câmara.”

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO