"Atrasos em sequência" levaram ao rebaixamento do Brasil, diz diretora da S&P

Telegram

Lisa Schineller, diretora executiva da Standard & Poor’s, detalhou ao Estadão o motivo do rebaixamento da nota de crédito do Brasil para BB-.

“O motivo do rebaixamento do Brasil não foi apenas a questão que envolve a reforma da Previdência, que é um símbolo, mas a noção de atrasos em sequência que refletiram um amplo padrão de lentidão e de desafios em aprovar matérias difíceis da legislação fiscal, o que requer amplo apoio político.

Havia um padrão com sinais sem direção única. Ocorreu uma mudança (estrutural) das condições fiscais, pois o Brasil saiu de um período de baixos déficits do Orçamento e superávit primário registrados há anos para uma fase de grandes déficits primários e do Orçamento.

E o País ainda não tem condições de registrar progressos para atacar temas fiscais. Na nossa visão, essa realidade não deve mudar rapidamente, mesmo após a eleição de 2018.”

Comentários

  • andre -

    O dilema que vivemos hoje e que decidirá o futuro do país por décadas é simples: ou a máquina estatal, ou o Brasil. Ou o funcionalismo público, ou a sociedade civil.

  • Eder -

    kkkkkk.... e vcs acreditaram ?

  • "consultoria"? -

    Essa dona também é professora universitária.. O documentário Trabalho Interno (2010) aborda o conflito de interesses quando professores conceituados de Universidades como Harvard e Columbia atuam como consultores de instituições financeiras. Conclusão: não só educam os futuros economistas com conceitos duvidosos como também PRESTAM CONSULTORIAS FRAUDULENTAS em nome de gordas remunerações, e, por essa razão, essas agências tiveram envolvimento direto a crise econômica de 2008.

Ler 22 comentários