ACESSE

ÁUDIO: "Não há respaldo para a contratação da empresa com tanto dinheiro"

Telegram

A governadora eleita do Rio Grande do Norte, a petista Fátima Bezerra, pagou 1,9 milhão de reais durante a campanha a uma empresa criada em 21 de agosto deste ano.

A empresa, de nome Brasil de Todos Comunicação, foi a que recebeu o maior volume de recursos da campanha.

A primeira parcela, de 350 mil reais, foi repassada à empresa somente três dias após a criação dela. Em seguida, foram feitas três transferências de 550 mil reais cada — em 13 de setembro, 27 de setembro e 8 de outubro.

As informações constam da prestação de contas da petista junto ao TRE.

A procuradora regional eleitoral Cibele Benevides diz achar tudo muito estranho. A tal empresa não tem patrimônio, possuindo apenas um único imóvel alugado em Natal. Os sócios não são do Rio Grande do Norte.

“Por que não foi contratada uma empresa tradicional no mercado? Ou os sócios diretamente? Ou empresas que os sócios já tinham?”, questiona a procuradora.

Segundo Cibele, não foram apresentados documentos para justificar, por exemplo, o pagamento de 350 mil reais referentes a serviços que teriam sido realizados com apenas três dias de criação da empresa.

Também não ficou comprovada a capacidade operacional da empresa, nem mesmo foram listados outros clientes.

“Não há respaldo para a contratação da empresa com tanto dinheiro”, conclui a procuradora.

Escute aqui as explicações da procuradora em áudio ao qual O Antagonista teve acesso:

https://cdn.oantagonista.net/uploads/2018/12/AUDIO-2018-12-20-15-04-28.mp3

Renan Calheiros, PT e Aécio do mesmo lado? Leia mais AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 87 comentários