Auditor que acusava Corregedoria da Receita de perseguir Flávio Bolsonaro é demitido por esquema de respiradores

Auditor que acusava Corregedoria da Receita de perseguir Flávio Bolsonaro é demitido por esquema de respiradores
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Foi demitido hoje, por improbidade administrativa, o auditor-fiscal Glauco Octaviano Guerra, investigado por envolvimento na venda superfaturada de respiradores aos governos do Pará e do Rio de Janeiro, como revelou O Antagonista.

Ele estava respondendo a processo disciplinar por enriquecimento ilícito e a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional concluiu por sua demissão, assinada por Paulo Guedes.

Guerra e outros quatro auditores investigados pela Corregedoria da Receita são os responsáveis pela tese usada por Flávio Bolsonaro para tentar anular o inquérito da rachadinha. O senador chegou a acionar a Presidência da República, o GSI e a Abin e a PGR, alegando perseguição e quebra irregular de sigilo fiscal.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que tem coragem de fiscalizar TODOS os poderes
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO