ACESSE

Auditores da Receita alertam secretário para risco de exposição de servidores que fiscalizaram autoridades

Telegram

O Sindifisco acaba de encaminhar ao secretário da Receita Federal, José Tostes, ofício alertando para o risco que representará a abertura de dados sigilosos para o TCU.

A pedido de Bruno Dantas, o órgão está sendo demandando a encaminhar ao tribunal nomes e matrículas dos auditores que, nos últimos cinco anos, fiscalizaram membros de poder ou agentes públicos federais e seus familiares – integrantes do chamado grupo de Pessoas Politicamente Expostas.

“O Sindifisco enfatiza que haverá como consequência o comprometimento do sigilo de procedimentos em curso nas áreas de seleção, de inteligência e de corregedoria, que podem implicar inúmeros contribuintes, agentes públicos e seus familiares, com a exposição de operações sigilosas em conjunto com outros órgãos e de ações controladas autorizadas pelo Judiciário.”

Diz o Sindifisco que tais riscos, especialmente em relação às apurações fiscais em andamento, devem ser levadas formalmente ao conhecimento do Ministro da Economia e da PGFN no sentido de se obter daquela consultoria jurídica outro posicionamento, bem como aos órgãos de persecução penal, especialmente Ministério da Justiça e Segurança Pública e Ministério Público Federal.

O que une Gleisi Hoffmann e o líder do DEM? Confira agora

Comentários

  • Carmen -

    A Receita precisa de blindar. Não passem o nome de ninguém. Essa invasão é desrespeitosa e indecente. Mandem Toffoli e outros se catarem.

  • Joelson -

    O TCU não tem competência para proteger autoridades ou familiares das ações próprias do fisco. Ou o sr. Bruno Dantas é parte interessada em defender as organizações criminosas ???

  • Luiz -

    O atual governo desmorona, sustenta-se ainda em Paulo Guedes e no que ainda deixam sobrar para Sergio Moro. Acordem FAA.

Ler 27 comentários