Aumento de defensores não valeu

Há pouco, por pressão do PT, a Comissão de Assuntos Econômicos aprovou o aumento para defensores públicos. Ocorre que a votação se deu quando já havia começado a ordem do dia na sessão do Congresso, o que não é permitido.

“Impressiona a incoerência do PT em apoiar e querer pressa na votação desses reajustes de salários. Os petistas criticam pagamento de juros, mas como o governo com orçamento deficitário vai arcar com aumentos sem contrair empréstimos? É hora de escolhermos: vamos seguir com esse modelo implantado por pelo PT que deixou o país com desemprego, inflação e caos na saúde?”, questiona Caiado.