Aumento do fundão pode ter sido "erro de cálculo" do governo

Aumento do fundão pode ter sido “erro de cálculo” do governo
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O aumento do chamado “fundão eleitoral” do ano que vem, de R$ 1,8 bilhão para R$ 2,5 bilhões, pode ter sido fruto de um erro de cálculo do governo, registra O Globo.

O erro foi apontado por Marcel Van Hattem, deputado do Partido Novo. “Foram várias conversas [com Paulo Guedes] ao longo do fim de semana para descobrir onde estava o problema”, afirmou o parlamentar.

Segundo o Novo, foram somados os valores da compensação fiscal de propagandas partidárias em 2017 e de propagandas eleitorais em 2016 — embora a lei determine que apenas propagandas partidárias devam ser consideradas nessa conta.

A lambança teria irritado o ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, responsável pela articulação política com o Congresso.

A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann, disse que não sabe se haverá uma correção do valor na proposta de Orçamento. “Não tem nenhuma decisão sobre isso, não”, afirmou a deputada do PSL.

NOVA DISPUTA ENTRE BOLSONARISMO E PT? CONFIRA
Mais notícias
TOPO