Ausência de líderes

Sem opção, os petistas decidiram reconduzir Humberto Costa à liderança do partido no Senado.

Segundo a Folha, Costa queria se afastar do cargo para se dedicar às eleições municipais, a fim de “ajudar a reconstruir o PT em Pernambuco” — o mesmo que ele ajudou a destruir.

O senador hemoderivado não precisa se preocupar, pois o PT também deixará de existir nacionalmente.