ACESSE

Autores de fake news 'não são pessoas de bem, são bandidos', diz Barroso

Telegram

Luís Roberto Barroso, o ministro do STF que preside o TSE, declarou nesta sexta-feira (24) que os autores de fake news e campanhas de ódios nas redes sociais são “bandidos”.

Barroso fez as declarações durante uma live na abertura do 1º Congresso Internacional de Direito Partidário, relata a Folha.

“A democracia tem lugar para conservadores, liberais e progressistas. Só não tem lugar para a intolerância, a violência e a tentativa de destruir as instituições. Quando isso acontece, as instituições de bem têm de agir. Repito, não são pessoas de bem. São bandidos”, disse o ministro.

Também nesta sexta, Alexandre de Moraes ordenou que contas de blogueiros, empresários e políticos apoiadores de Jair Bolsonaro fossem tiradas do ar no Twitter e no Facebook, no âmbito do inquérito das fake news –que também foi usado para censurar Crusoé e O Antagonista.

Sem mencionar o inquérito, Barroso defendeu a atuação das instituições no combate à disseminação de notícias falsas.

Leia mais: Comprovação do elo entre a Presidência da República e o gabinete do ódio complica Bolsonaro. Clique e leia

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 205 comentários