Auxílio eleitoral?

Bruno Covas anunciou há pouco que vai pagar no próximo mês, em parcela única, o auxílio municipal de R$ 100 para enfrentamento da pandemia, referente aos meses de outubro, novembro e dezembro.

O benefício contempla famílias de baixa renda cadastradas no Bolsa Família e trabalhadores ambulantes da cidade. Ele foi aprovado pela Câmara Municipal após o governo federal reduzir de R$ 600 para R$ 300 o coronavoucher.

“Um milhão de pessoas vão receber aqui na cidade de São Paulo os R$ 300 por conta desta legislação aprovada no começo de novembro na Câmara Municipal”, disse.

O prefeito, que disputa a reeleição no domingo, classificou o benefício como um complemento do auxílio emergencial do governo federal. E alegou que “não há nenhuma relação com o calendário eleitoral, já que o pagamento vai ser feito depois da eleição”.

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 13 comentários
TOPO