Ayres Britto: “Estamos, sim, acertando os passos das nossas instituições”

O Antagonista conversou com o ex-presidente do STF Carlos Ayres Britto sobre a atual situação da corte.

Defensor ferrenho da liberdade de imprensa, o ex-ministro diz não se importar com as ironias com seu jeito poético de ser.

Ao defender o conceito de “democracia em rede”, em que a cidadania, no entender dele, está mais sofisticada, Ayres Britto afirma que “é preciso pensar grande o Brasil” e acreditar que “estamos, sim, acertando os passos das nossas instituições”.

“Meu lado poético não obscurece meu saber jurídico. E sei que estou fazendo um plantio para eu mesmo colher. Nesta época de democracia digital, a distância entre o plantio e a colheita ficou muito mais curta. A gente vai colher coisas boas com mais rapidez.”

O ministro afirma que não existe qualquer possibilidade de ele se candidatar a algum cargo público: “Minha semeadura é outra”.

Veja trechos da entrevista nos posts a seguir.

10 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. Ayres Britto não se importa com futricas mas é porque não precisa. É honrado, junto com Joaquim Barbosa foi importantíssimo no julgamento do mensalão. Faz falta hoje mas a gente não esquece. Grande ministro.

    1. Ayres Brito inviabilizou o estado de Roraima para agradar o George Soros e o Joaquim Barbosa é cúmplice da Marina Silva.

      Esquerdistas não têm honra

    2. “Grande ministro”. Que o diga Joaquim Roriz quando tava negociando a compra de sua presença numa seção de julgamento. Foi por água abaixo a negociata quando vazou o vídeo. Foi a maior operação “abafa” da imprensa que já presenciei. Tudo pra preservar a imagem proba que esse fulano ostenta até hoje.

      Sem falar da operação conduzida pra salvar o governador de Sergipe, seu conterrâneo, correligionário, apadrinhado e confrade, Marcelo Deda (que o satanás o tenha em bom lugar), no julgamento do TSE. Único governador salvo da degola naquela penca de cassações de governadores graças ao “honrado” aí. De bom alvitre dizer que era o caso de provas mais robustas, inclusive em vídeos. Quando viu que seu miguxo ia pra forca mandou o processo descer pro TRE sacando da manga uma tecnicidade insipiente e preservando o mandato do petista.

      A gente não esquece mesmo!

  2. zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz…que canseira que é essepaiz que nao para de andar em circulos com essa mesma gente de sempre que, mesmo depois de ter as chuteiras penduradas, sempre aparece para nos assombrar. Ou é renovação ou nada. Tudo tem de ser novo. Simplesmente tudo. Nao da mais pra continuar com essas engrenanges carcomidas.