Azevedo e Silva escolhe novo chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas

O general Fernando Azevedo e Silva, futuro ministro da Defesa, escolheu o tenente-brigadeiro do ar Raul Botelho para ser o novo chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, relata a Folha.
O Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, como lembra o jornal, foi criado em 2010 e já teve nomes do Exército e da Marinha no comando.

“Cabe a esse órgão planejar o emprego conjunto de efetivos das três forças na defesa do país e em operações de paz, humanitária e de resgate, além da segurança das fronteiras e ações de defesa civil”.

O futuro do Brasil: venha discutir com DIOGO MAINARDI, MARIO SABINO, CLAUDIO DANTAS e convidados. AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 16 comentários
  1. Mas se entendi bem, um governo racista, nazista e genocida, terá um patriota da FAB à frente do cargo mais importante das FFAA, que, por acaso, é negro, assim como o deputado mais votado do RJ?!

    1. Apenas fizeram o costumeiro rodízio, mas escolheram o que a FAB tem de melhor.. esse brigadeiro é linha dura contra malfeitos.. defende a pátria acima de tudo….

    1. E o profissional é tido como linha dura com a corrupção.. tolerância zero dele com malfeitos… é uma excelente escolha… o cara é “senta a pua” mesmo….

    1. Cara… cabide de emprego é civil ser Ministro da Defesa… isso é coisa de militar… pior ainda quando é civil de origem da esquerda política.. putz….

    2. Esse “cabide de emprego” que chama é um dos cargos mais importantes e indispensáveis em qualquer força armada do mundo.