Baiano premia

Fernando Soares, o Baiano, deixou hoje o Complexo Médico-Penal em Pinhais, beneficiado pelo acordo de delação premiada em que entregou detalhes das negociatas na Petrobras e o pagamento de propinas para executivos e políticos. Mas Baiano não disse tudo…

Baiano, por exemplo, não falou nada – e ninguém perguntou – sobre o negócio com a BR Distribuidora.

Há um ano, a Folha mostrou que o delator, por meio de sua empresa Technis, virou sócio da FTC Cards, responsável pelos cartões de fidelidade e promoções dos postos BR.

A FTC foi constituída no Canadá, tendo como sócio Arie Halpern, que mora na Suíça. Baiano foi sócio de Halpern até outubro de 2014. Nesse período, o delator premiado foi dono da empresa responsável pela promoção “Petrobras Premmia”.

Faça o primeiro comentário