Baiano: “Me mantive tanto tempo calado”

Fernando Baiano prestou seu primeiro depoimento a Sérgio Moro depois da delação premiada. Antes de responder às perguntas do juiz, ele pediu para fazer uma explanação. Concentrou-se basicamente em negar que tenha operado para o PMDB.

“Me mantive tanto tempo calado, tantas coisas foram divulgadas, que acabaram me colocando como operador do PMDB. Se o senhor me permitisse, gostaria de fazer uma explanação.”

“Nunca fui operador do PMDB, nunca operei nem para o partido, nem para nenhum parlamentar do PMDB isoladamente.”

“Nessa situação que envolve a Andrade Gutierrez, eu operei para Paulo Roberto Costa, que foi a pessoa que me pedia para receber dinheiro, dizendo que o dinheiro vinha da Andrade Gutierrez.”

“Todas as doações que eram solicitadas pelo PMDB nunca eram solicitadas por mim ou eu fazia o pagamento.”