Baiano: Paulo Roberto Costa teve ajuda do PMDB do Senado

O delegado Thiago Delabary, caso queira avançar nas investigações sobre Renan Calheiros, pode assistir ao depoimento de Fernando Baiano. Ele conta como o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa teve o apoio do PMDB para permanecer no cargo.

Baiano diz que foi o PMDB do Senado que o manteve diretor da estatal e que Aníbal Gomes atuou como interlocutor para negociar o percentual de propinas que o partido teria de receber de contratos na Petrobras.

O delator também confirmou que Valdir Raupp, outro peemedebista do Senado, recebeu doação de R$ 1,5 milhão da Andrade Gutierrez, a pedido do próprio Baiano.

Faça o primeiro comentário