Baiano, você não encontrou Lulinha e Luleco?

No depoimento de Fernando Baiano, que publicamos ontem, o delator diz que foi falar com José Carlos Bumlai em seu escritório no edifício Office Brigadeiro, número 3530, conjunto 61, em São Paulo.

Lá estava abrigada a sede administrativa da Usina São Fernando, que recebeu quase R$ 500 milhões em recursos do BNDES – dinheiro que ninguém mais viu. No mesmo endereço funcionava a LLCS Participações, de Fábio Luis e Luis Claudio Lula da Silva.

O Antagonista sugere à força-tarefa da Lava Jato que pergunte a Baiano se ele, por acaso, não cruzou por lá com Lulinha e Luleco. Aliás, se Baiano queria aproximar Paulo Roberto Costa do PT podia falar diretamente com os filhos do dono.

Faça o primeiro comentário