Baixa eficácia obriga vacinação de mais pessoas, diz epidemiologista

Baixa eficácia obriga vacinação de mais pessoas, diz epidemiologista
Arquivo pessoal

A epidemiologista e vice-presidente do Instituto Sabin, Denise Garrett, afirmou no Twitter que uma vacina com eficácia entre 50% e 60% exige que quase 100% da população seja vacinada.

“Um eficácia baixa significa que, para diminuir a transmissão da doença, um número maior de pessoas precisa ser vacinado”, escreveu. “Até lá, as medidas de controle (uso de máscaras, distanciamento, etc) continuam.”

A eficácia geral da Coronavac foi de 50,38%.

“Isso é maravilhoso — vai diminuir o número de mortes e finalmente teremos a tão propagada gripezinha. A vacina pode não ser uma Ferrari em termos de eficácia, mas ainda que demore um pouco mais quando comparado à vacinas de eficácia maior, vai ter um impacto no controle da pandemia — principalmente no número de hospitalizações e mortes. TODOS devem se vacinar!”, concluiu Garrett.

Leia mais: Crusoé mostra como a corte do STF volta a ser palco de troca de farpas entre ministros, intrigas e até ameaças após o julgamento da reeleição no Congresso.
Mais notícias
TOPO