Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Balança mas não cai

Balança mas não cai
Foto: Reprodução/Instagram

Com o intuito de afastar de vez o Palácio do Planalto de polêmicas com o Senado, aliados do presidente Jair Bolsonaro têm sugerido a exoneração do assessor especial Filipe Martins o quanto antes.

Bolsonaro, entretanto, conforme já registrou O Antagonista, ainda trabalha para abrigar Martins em uma outra função, a pedido do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Martins é alvo de uma investigação no Senado por ter feito um gesto associado a supremacistas brancos, durante audiência pública com a participação do ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo, em março.

Integrantes do Palácio do Planalto acreditam que uma exoneração de Martins neste momento seria uma sinalização importante ao Senado, principalmente agora que a casa vai instalar uma CPI da Covid. O Antagonista apurou que o movimento parte, principalmente, do ministro das Comunicações, Fábio Faria.

Além disso, aliados do presidente têm observado que a exoneração do assessor especial seria “menos traumática” no atual momento. Na visão do Planalto, a preocupação da militância bolsonarista, atualmente, é com os excessos do STF após a decisão de Barroso.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que tem coragem de fiscalizar TODOS os poderes
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO