Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Eduardo Bolsonaro reclama após canal bolsonarista Terça Livre ser retirado do ar

A juíza Ana Carolina de Almeida, da 8ª Vara Cível, alegou que os responsáveis pelo canal incitaram violência após a transmissão de um discurso de Trump contra seu banimento do Twitter
Eduardo Bolsonaro reclama após canal bolsonarista Terça Livre ser retirado do ar
Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) reclamou da decisão da Justiça que tirou do ar no Youtube o canal Terça-Livre, do blogueiro bolsonarista Allan Dos Santos.

“Uma juíza derrubou uma decisão do TJ (não me peça para te explicar esse absurdo jurídico) e acabou tirando do youtube o Terça Livre”, escreveu no Twitter nesta quinta-feira (15).

A juíza Ana Carolina de Almeida, da 8ª Vara Cível da Comarca de São Paulo, entendeu que os responsáveis pelo canal incitaram a violência após a reprodução de um discurso do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contra o seu banimento do Twitter e julgou improcedente a reativação do Terça-Livre. A publicação dizia: “Trump rompe silencio após ser censurado”. A magistrada também condenou os donos do Terça-Livre ao pagamento das custas e despesas processuais, bem como em honorários advocatícios da empresa multinacional.

De acordo com a juíza, a reprodução do vídeo de Trump “parece mais ter o objetivo de incitar violência do que propriamente informar acerca da fala do Presidente. Não há qualquer contextualização da fala de Donald Trump, de forma que, verdadeiramente, parece um vídeo que incita violência”. Os advogados de Allan dos Santos vão recorrer da decisão.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO