Banco Mercantil diz não ter nada a comentar sobre Toffoli

O Banco Mercantil não quis se pronunciar sobre as transações feitas por Dias Toffoli e reveladas por Crusoé em sua edição desta sexta, informa Eduardo Barretto.

As transações foram consideradas suspeitas por técnicos do banco em 2015.

Clique AQUI para ler a reportagem completa em Crusoé, aberta a não assinantes.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 25 comentários
  1. VAMOS BOICOTAR O MERCANTIL, BANCO DE BANDIDOS!
    EXIGIMOS A PUNIÇÃO IMEDIATA DE TODOS OS QUADRILHEIROS ENVOLVIDOS NESSE ESQUEMA DE PROPINAS, O JUIZ, A ESPOSA, O BANCO, OS ÓRGÃOS QUE NADA CONTROLAM!!!

  2. Parabéns pela magnífica reportagem Crusoé! Mas o que mais me chamou a atenção, foi aquela foto, da posse do Toffoli… e aquela ‘olhada de peixe morto’, que o Brahma deu na esposa do digníssimo ministro… O homem praticamente despiu a madame com aquele olhar. Sinistro aquele Brahma, hein!…

  3. ESSE MINISTRO TOFFOLI NÃO PODE SER PRESIDENTE DO STF, NÃO PODE. ANTES, ISSO PRECISA SER INVESTIGADO A FUNDO. NÃO VAMOS DEIXAR QUE ISSO CAIA NO ESQUECIMENTO.

  4. Ótima decisão, é uma reportagem muito importante para o país.
    Uma pena que todos não possam ler também a excelente entrevista
    da ex-ministra do STJ Eliana Calmon a Crusoé(Eduardo Barretto)
    seria um bom complemento.

  5. Estranho aqui é:
    O Antagonista ter informações sobre “suspeitas de técnicos” que não tenham sido informadas ao COAF (isso não existe) e;
    Algum técnico considerar suspeitas transferências entre marido e mulher que poderiam inclusive, se quisessem, ter conta conjunta.
    Cara de que Barriga típica…

  6. Intervenção militar nos três poderes, tem que colocar esses togados para fora do $$ STF, a toque de caixa, toffoli em setembro vai soltar o lula ladrão seu lugar é na prisão, toffoli de advogado passou a minitro do $$ STF, graças ao lula ladrão seu lugar é na prisão. Bolsonaro para presidente 2018,

  7. Ora , esse é um banco mequetrefe , bem aquém de um correntista do peso de um Toffoli . Ademais , salvo engano , o Banco Central tem um banco de dados referente a grandes movimentações , como é o caso . Basta interpelar o BACEN que ele entrega “de bandeja ” o advogado petista .

  8. “Veja bem. Nós, da ORCRIM dos banqueiros, nada podemos falar sobre este integrante honrado de nossa organização, afiliado do saudoso molusco, nosso velho amigo e companheiro. Não podemos expor nossas benesses, nem os crimes acobertados, o que chatearia e muito, nossos associados.”

  9. Onde está a receita federal que enche o saco de que não precisa e não ve esse caso envolvendo Tofoli… tem maracutaia nisso e é preciso apurar a licitude ou não dessa transação.