Bancoop manda Marisa cobrar da OAS

A defesa da Bancoop rebateu os argumentos de Marisa Letícia para tentar ser indenizada pelo que pagou à cooperativa por uma unidade no condomínio Solaris, no Guarujá.

Marisa pediu R$ 300 mil em valores corrigidos.

Os advogados da Bancoop elencaram vários argumentos contra o pedido, como a prescrição da cobrança, sua condição de cooperada – que a impede de recorrer ao Código do Consumidor – e a responsabilidade da OAS, que assumiu as obras do empreendimento.

Confira a íntegra dos argumentos da Bancoop AQUI.

Faça o primeiro comentário