ACESSE

Bancos negam acusações de Palocci

Telegram

Dois bancos citados na delação do ex-ministro Antonio Palocci à Polícia PF negaram as acusações de terem se beneficiado ilegalmente em troca de pagamentos de vantagens nos governos Lula e Dilma Rousseff, informa Fabio Serapião na Crusoé.

O Itaú Unibanco informou, em relação ao anexo da delação do ex-ministro sobre a disputa judicial com o Multiplic, lamentar que Palocci tenha usado o nome do banco “indevidamente” para “tentar obter vantagens em acordos com a Justiça”. Palocci afirmou à PF ter atuado para o governo apoiar o Unibanco, antes da fusão com o Itaú, no processo.

O BTG Pactual também voltou a negar as acusações feitas por Palocci de ter se beneficiado do vazamento antecipado de mudanças da Selic, a taxa de juros determinada pelo Banco Central.

Leia a reportagem:

Bancos negam acusações feitas em delação de Palocci

EXCLUSIVO: A DELAÇÃO COMPLETA DE PALOCCI. Saiba mais

Comentários

  • MIRIAM -

    o Brasil é um país de santos... e tolos também.

  • Carlos -

    O tempo e as investigações mostrarão quem fala a verdade.

  • Vergonha -

    Kkkkk, os AGIO TAS do Brasil falando que são honestos, PU TA QUE PARI U, bando de BANDI DOS travestidos de BANQUEIROS. Pais de MER DA onde a imprensa posta materias de mentirosos costumazes.

Ler 28 comentários