"Bancos públicos torraram dinheiro da sociedade para patrocinar terroristas do MST"

Telegram

Na próxima semana, deverá ser votado na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara o relatório pela aprovação da proposta de Alexandre Leite, do DEM de São Paulo, que pede ao TCU que apure repasses de dinheiro público a uma entidade ligada ao MST.

A proposta é embasada em uma reportagem de 2014 da Folha de S. Paulo, segundo a qual Associação Brasil Popular (Abrapo) recebeu 550 mil reais do BNDES e da Caixa para a realização de uma exposição, mas a verba teria sido usado pelo MST para organizar um ato que terminou com uma tentativa de invasão ao STF e ao Palácio do Planalto, em fevereiro daquele ano.

O parecer do deputado Carlos Jordy, do PSL do Rio de Janeiro, vice-líder do governo na Câmara, será pela aprovação da proposta. Diz ele:

“Os bancos públicos, nos governos do PT, torraram dinheiro da sociedade para patrocinar terroristas do MST. Essa fiscalização do TCU, em parceria com o Poder Legislativo, pode resultar na correção de eventuais irregularidades e malversação de recursos públicos.”

Comentários

  • Lucas -

    talvez nunca saibamos o quanto os vag@bund0s do PT roubaram neste país. Foi o maior saque da história moderna, FATO!

  • Noely -

    Nós paamos para sermos auto-destruídos por vagabundos e assssinos.

  • gatto -

    Ou seja, durante o petismo, indireta/ e sem saber, os cidadãos contribuíram para que os movimentos sociais radicais fizessem todo tipo de bandalha, como aconteceu em Brasília, naquele 2014.

Ler 64 comentários