Bancos vão ajudar Museu Nacional, mas querem governança

O presidente da Febraban, Murilo Portugal, disse à imprensa que os bancos decidiram “participar financeiramente” da recuperação do Museu Nacional, tanto do edifício como de seu acervo.

O Antagonista apurou com fontes do Palácio do Planalto que a condição para o desembolso é a implementação de um novo modelo de governança profissional, retirando o controle das mãos da UFRJ.

 

Comentários

  • OBSERVADOR -

    Amoêdo é o único candidato que prevê a privatização das universidades federais: candidatos.novo.org.br/home

  • Ivan -

    Agora vai funcionar. Não sou o maior fã da FEBRABAN, mas eles tem poder, fundos e eficiência. Que vá para eles sem dúvidas.

  • Dirce -

    Aí sim....

Ler 67 comentários