Bandeira defende não haver problema em acumular funções

Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho, atual secretário-geral da Mesa do Senado, defendeu em sua sabatina na CCJ do Senado, para uma vaga no Conselho Nacional do Ministério Público, que não há impedimento legal para que ele venha a acumular as duas funções.

“A possibilidade jurídica existe.”

Segundo ele, o CNMP compreende que seus conselheiros exercem “um mandato, não um cargo”.

Bandeira disse, ainda, que caberá ao presidente do Senado decidir se vai querer continuar contando ou não com os seus serviços na Casa.

As reuniões no CNMP são quinzenais.

7 comentários

  1. Falando em acúmulo de funções, quando os servidores vão sair do armário e cobrar que acabem com a falácia da “segurança jurídica”, da “boa fé” e da “a lei não pode retroagir” e pressionar para acabar com salários acima do teto ou acúmulo de função de servidores antigos, entre outros absurdos.
    Quando vão perceber que os certos pagam pelos errados?

  2. Enquanto os senhores mais honestos Temer e Meirelles cortam dos aposentados 10 reais de seus salarios, o senhor Luiz Bandeira ACUMULA CARGO ganhando BILHÕES com certeza. Isso PODE???
    Bando de safados, corruptos, ladrões.

  3. .
    É mais um IMORAL, SEM VERGONHA, APADRINHADO DE CORRUPTO,
    dando seus pitacos para justificar o INJUSTIFICÁVEL.
    DEIXA DE SER PARASITA, CONSTITUI UMA PJ E PÕE A CARA PRA BATER, SAFADO!!!
    .

Comentários temporariamente fechados.
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.