Barbosa é um bom companheiro

Barbosa é um bom companheiro. Barbosa é um bom camarada. Falando ao Senado, lembrou-se dos tempos em que promoveu, ao lado de Levy, o “maior contingenciamento da história”.

Sim, amigos, nós nos lembramos. Foram tempos difíceis. Principalmente, porque Levy defendia, nos estertores de sua passagem pela Fazenda, uma meta de superávit fiscal de 0,5% (pífia, mas positiva, e que indicava cortes de gastos e rigor nas contas públicas) para 2016.

E Barbosa queria algo como… zero. Ou até menos…

Faça o primeiro comentário