ACESSE

Barroso: "A impunidade se tornou inaceitável"

Telegram

Em entrevista à Jovem Pan, o ministro Luís Roberto Barroso, do STF, afirmou que o Congresso precisa ouvir o clamor da sociedade e autorizar a prisão após condenação em segunda instância.

“Se a sociedade for capaz de transmitir essa mensagem claramente ao Congresso, eu acho que eles saberão responder. Se não houver demanda da sociedade, não vai acontecer nada porque o status quo favorece as velhas práticas”, disse Barroso.

Segundo o ministro, a prisão em segunda instância só será retomada se a população mostrar aos parlamentares, “de maneira clara e inequívoca, que a impunidade se tornou inaceitável”.

Barroso também disse que há “um crítico descolamento entre a classe política e a sociedade civil”. “Se nós não mudarmos o sistema político, continuaremos com um governo que dá incentivos errados e extrai o pior das pessoas.”

Leia também o artigo do ministro Luís Roberto Barroso publicado na edição especial da Crusoé que traz as perspectivas para 2020:

O sequestro da narrativa

Moro exclusivo: "A MISSÃO ESTÁ LONGE DO FIM." Confira agora

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 82 comentários