Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Barroso: "Democracia está sob ataque em razão de disfunções como o populismo"

Após a "trégua" de Jair Bolsonaro, o ministro do STF afirmou que as divergências devem ser absorvidas de forma "institucional"
Barroso: “Democracia está sob ataque em razão de disfunções como o populismo”
Crédito: Reprodução / YouTube / TRE-AC

O presidente do TSE Luís Roberto Barroso disse nesta quarta-feira (15) que as divergências devem ser absorvidas de maneira “institucional e civilizada” na democracia.

Em discurso publicado nas redes sociais em homenagem ao Dia da Democracia, Barroso afirmou que a democracia está sob ataque.

“A democracia é considerada o melhor regime de governo mas não necessariamente o mais fácil. Porque democracia envolve pluralismo, que é diversidade de visões de mundo, e consequentemente respeito às visões contrárias. Não é o regime do consenso. Mas aquele em que a divergência é absorvida de maneira institucional e civilizada.”

A manifestação acontece uma semana após Jair Bolsonaro recuar de suas ameaças ao STF e de seus ataques a integrantes da Corte. Na semana passada, após os atos golpistas de 7 de Setembro, Barroso chamou Bolsonaro de “farsante” e disse que ele envergonha o Brasil perante o mundo.

No discurso publicado nesta quarta, Barroso se limitou mencionar ameaças populistas, sem citar episódios concretos.

“No mundo de hoje, ela se encontra sob ataque em razão de disfunções como o populismo, o extremismo e o autoritarismo. Sua preservação depende de instituições fortes, sociedade civil mobilizada e imprensa livre. A democracia depende de cada um de nós.”

Mais notícias
TOPO