Barroso diz que ‘há um surto de garantismo’

Luís Roberto Barroso caminha para concluir seu voto pela validade das conduções coercitivas.

O ministro critica as indignações com esse instrumento. Ele lembra que essas conduções, antes de Gilmar Mendes proibi-las, estava em vigor havia quase 80 anos.

Segundo Barroso, “há um surto de garantismo”.

“Ninguém imagina extinguir a polícia porque houve um caso de abuso.”

O ministro também destacou que Câmara, Senado, AGU e PGR se manifestaram a favor da condução coercitiva.

“Seria ativismo do STF acolher essas ações.”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 20 comentários
  1. E o que o STF vem fazendo não é ativismo? Anulando decisão do Congresso Nacional, discutida e votada por representantes legitimamente (bons ou não) eleitos? Muito diferentes desses membros do STF, indicados por um sujeito que está na cadeia, por uma fulana que mal articula uma oração com sentido (se tiver mais do que duas palavras, ela se perde), por que tais que têm culpa no cartório? (E como!!!)

  2. Sabe-se lá por quais interesses (provavelmente nada nobres ou honestos), mas vira-e-mexe o STF dá uma “interpretada” na Constituição (que já tem suas falhas tb), e de rodão, livra a cara de muito patife nesse país!

  3. Quando a lisura de membros do STF é manchada, então há de se esperar que tais lutem pelo “garantismo” – óbvio.
    Quando a lisura de membros do Congresso é manchada, então, há de se esperar que tais lutem pelo “garantismo” – óbvio.
    “Garantismo”, neste caso, é um eufemismo do termo impunidade.

  4. Estranho, ok que o Barroso tem razão sobre o caso da condução coercitiva, mas ele falar em ativismo do STF é de um cinismo à toda prova, ele que julga em pedido de habeas corpus de um médico por prática de aborto e de lá solta uma decisão que até o terceiro mês é permitido o aborto? STF maluco. O ativismo de Lewandowsk que acha que pode reinterpretar a constituição e desmembrar um artigo dela, no famoso caso da Dilma, e o Barroso que autoriza investigação e quebra de sigilo do presidente por acontecimentos anteriores ao mandato, todo mundo perdeu o juízo, mas parte da imprensa está relevando a situação dependendo do caso, se é Gilmar desce o porrete, Barroso, tratado como herói da pátria.

  5. Gilmar mais uma vez é desmoralizado com luva de pelica . Ele ainda não se deu conta que o Brasil não tolera mais esses magistrados de porta de cadeia . A geração FHC (e seus apêndices) começa a se despedir da vida pública , e da forma mais medíocre.

  6. Na maioria das vezes, “garantismo” é um eufemismo para o que na prática significa proteção aos assaltantes de cofres públicos. O “garantistas” Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio compactuam explicitamente com os criminosos que roubam o dinheiro do povo.

  7. Pensava que estava sozinho quando afirmava isso. Ainda bem que perceberam a disfunção da prerrogativas constitucionais aplicadas ao réu em pró da impunidade favorecendo as grandes Banca$. Fato semelhante ocorre no campo dos direitos humanos.

  8. Gilmar Mendes É, Realmente, o MAIOR Ativista do CRIME Organizado do Brasil. POVO DO CEARÁ
    POVO BRASILEIRO
    VAMOS PRESSIONAR O SENADOR EUNICIO DE OLIVEIRA ESTÁ ENGAVETANDO O IMPEACHMENT DO GILMAR!!!!!!
    O Senador EUNICIO DE OLIVEIRA está PREVARICANDO, está TRAINDO O BRASIL !!!!

  9. Este assunto foi colocado em discussão apenas e somente quando a PF chegou no grupo de amigos , Ladrões, do Gilmar Mendes.
    Portanto, está na hora de mandar o Gilmar Mendes para o mesmo lugar que estão já seus parceiros da ORCRIM.

  10. Barroso qdo é entendimento dele: É preciso evoluir, o STF pode legislar.
    Qdo contrário: Proibir condução coercitiva é ativismo do STF!! kkkkkkkkkkkkk

    O maior ativista do STF se chama Barroso. Brasil, país da piada pronta!!

  11. O Senado FEDERAL se de fato representa os brasileiros, TERIA a obrigação de cassar seu mandato, via impeachment, EXATAMENTE como Dilma. Vejamos o caso de HC de Lula no STF, o placar foi de 6 X 5 para o CORRUPTO, comprovado, julgado, sentenciado, QUANDO na realidade deveria ser 11 X 0. Nesse dia se o General Villas Boas não BERRA tinha dado Lula.