Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Barroso: Judiciário não pode ser protagonista contra as fake news

Barroso: Judiciário não pode ser protagonista contra as fake news
Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Luís Roberto Barroso afirmou nesta segunda (27) que o Poder Judiciário não pode assumir o protagonismo no combate às fake news.

O presidente do TSE participou pela manhã de um debate sobre democracia e polarização promovido por O Globo.

“Havia uma certa fantasia de que o TSE ou o Judiciário iria ser o protagonista do enfrentamento às fake news. É uma ilusão. O Judiciário não tem condição de ser protagonista (…) por muitas razões. A primeira e mais óbvia é que a própria qualificação do que sejam as fake news já é muito difícil”, disse o ministro do STF.

Para Barroso, as próprias mídias sociais têm que assumir esse protagonismo.

“Elas têm condições de fazer um controle que não é de conteúdo, é um controle de comportamentos. E, portanto, você derruba os robôs, os bots, os perfis falsos, os comportamentos inautênticos, orquestrados, os impulsionamentos ilegais. É assim que você enfrenta fake news.”

Rodrigo Maia, que também participou do debate, concordou com Barroso e citou o WhatsApp como um ambiente em que é mais difícil barrar a desinformação.

“Às vezes você consegue pegar, um passou para outro, você pega o telefone de quem passou, mas fica uma pescaria difícil para você atingir o objetivo de limitar os ataques permanentes que passam pelas redes sociais e passam com muita força pelo WhatsApp”, afirmou o presidente da Câmara.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO