ACESSE

Barroso mantém indiciamento de Temer

Telegram

Luís Roberto Barroso manteve o indiciamento de Michel Temer pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, feito pela PF, informa o G1.

O presidente e mais dez pessoas são acusados de integrar um esquema que teria atuado para beneficiar empresas do setor portuário em troca de propina.

Os advogados de Temer tinham pedido “imediata decretação da nulidade do indiciamento”, por considerarem que a PF usurpou a competência do STF ao indiciar sem autorização do tribunal.

Barroso, porém, respondeu que o indiciamento “é ato expressamente previsto em lei, que não ressalva de sua incidência os ocupantes de cargos públicos”.

Em meio às fake news, redobre a vigilância. Saiba como AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 11 comentários