Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Barroso rejeita pedido de Bolsonaro contra medidas de estados para conter Covid

Presidente alegava que restrições adotadas por PR, PE e RN eram 'afronta à livre iniciativa'; ministro do STF respondeu que ações estavam de acordo com jurisprudência da corte
Barroso rejeita pedido de Bolsonaro contra medidas de estados para conter Covid
Foto: Nelson Jr. / SCO / STF / Divulgação / CP

Luís Roberto Barroso rejeitou nesta quarta-feira (23) pedido de Jair Bolsonaro contra medidas restritivas adotadas por Paraná, Pernambuco e Rio Grande do Norte para tentar conter o avanço da Covid.

“Diante do exposto e nos termos da jurisprudência amplamente consolidada no STF, indefiro a cautelar, por ausência da verossimilhança do direito alegado e grave periculum in mora inverso, consistente no risco de agravamento de contágio e morte, em razão da pandemia.”

Representado pela AGU, o presidente afirmou que as restrições violavam os “princípios democrático, do Estado de Direito, da legalidade e da proporcionalidade” e alegou “afronta aos direitos fundamentais ao trabalho, à livre iniciativa e à subsistência”.

Em sua decisão, o ministro do STF argumentou que as medidas estaduais estão de acordo com a jurisprudência do Supremo, segundo a qual União, estados e municípios têm competência legislativa concorrente e competência administrativa comum para a defesa da saúde.

Na segunda-feira (21), como publicamos, Augusto Aras já havia recomendado que o STF rejeitasse o pedido de Bolsonaro, por considerar que as restrições estaduais não estavam mais em vigor e a ação havia perdido seu objeto.

Leia a decisão aqui.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO