Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Barroso, sem citar Bolsonaro, diz que o TSE resistiu "a ataques grosseiros e mentirosos"

O ministro discursou na abertura de evento sobre a integridade eleitoral na América Latina e se mostrou "seguro com as eleições de 2022"
Barroso, sem citar Bolsonaro, diz que o TSE resistiu “a ataques grosseiros e mentirosos”
Foto: Abdias Pinheiro/ASCOM/TSE

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, voltou a criticar, nesta segunda-feira (4), ataques feitos às instituições.

As declarações foram dadas em um evento que vai debater os ataques sofridos por autoridades eleitorais na América Latina e as condições propostas por diversos países, inclusive pelo Brasil, para garantir a realização de eleições.

Ao relembrar ataques sucessivos ao TSE, mas evitando citar nominalmente o presidente da República, Barroso disse:

“Resistimos a ataques grosseiros e mentirosos. A verdade é que o mal existe. Vencemos com verdade, princípios e trabalho honesto.”

Segundo o ministro, “vivemos um processo histórico complexo diferente daquele que enfrentamos há décadas, em que a erosão da democracia era comandada por generais e comandados. Hoje, é protagonizada por líderes eleitos por voto popular”.

Ainda de acordo com Barroso, tais líderes atingem esse objetivo “concentrando poder no Executivo, desacreditando instituições, cooptando e alijando o Congresso, além de atacar tribunais e instituições eleitorais”.

O ministro também se mostrou “seguro com as eleições de 2022 para uma campanha robusta e digna para a escolha do novo presidente”.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO