Barroso veta tentativa de esconder verba de juízes

Luís Roberto Barroso rejeitou hoje pedido da Ajuferjes, a associação de juízes federais do RJ e do ES, contra medida do CNJ que impõe a divulgação de todas as verbas que compõem a remuneração dos juízes.

A Ajuferjes queria que o TRF-2 substituísse os nomes dos juízes pelos números das matrículas funcionais, o que na prática dificultaria a identificação dos magistrados.

O ministro do STF, relator do caso, considerou a divulgação dessas verbas –com os nomes dos juízes– “legítima e necessária”.

Em sua decisão, Barroso escreveu que não há violação à intimidade ou à vida privada dos magistrados e que, nessa matéria, a exigência maior é a da transparência.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Juízes e MP no Brasil se acham melhores que todos outros. Dou muito mais valor a um Engenheiro e um Médico do que a um bacharel de direito, popularmento conhecido com advogado.

Ler mais 24 comentários
  1. Juízes e MP no Brasil se acham melhores que todos outros. Dou muito mais valor a um Engenheiro e um Médico do que a um bacharel de direito, popularmento conhecido com advogado.

  2. Parece qualquer coisa, di doido, di piada, mas o brasileiro é safado de nascença, vira juiz, vira ministro e só pensa em sacanagem, encha os meus bolsos que ficarei feliz …e soltarei todos bandidos

  3. Por que será que não querem que apareça os nomes e salários se quem ganha salário mínimo sai por aí dizendo aos quatro ventos quanto ganha, sem se importar com a repercussão?

  4. Em Goiás pleitearam licença prêmio de três meses, se não bastassem 60 dias de férias anuais, recesso final de ano, auxílio terno, livro, moradia. Pelo menos a OAB interviu.

    1. A declaração de bens dos Candidatos no TSE não é sigilosa está disponível para quem quiser ir ver lá.

  5. Fazem o povo de palhaço esses malas do judiciário, o povo sustenta desde os filhos na barriga até a pós grad, farra com dinheiro publico de mamando a caducando, vivem na luxúria e justiça incompetente

  6. (com rouca de Lula) ‘óia cumpanheruss e cumpaherasss cêis cúntinuam aí na greví di fomí preu ficá sorto ki eu dô o maior apoio morau proceis !Agora dá liçenssa ki chegô uma picanha aki na carceragem.’

  7. São co-responsáveis pelas mazelas do país , a maioria desses juízecos são maus elementos, anti -repubicanos , trabalham o mínimo possível,nas cidades pequenas do interior pode-se observar a vadiagem.

  8. Hmmm… como descrever um cara assim?…’Destemperado’; ‘nervozinho’; ‘irritadiço’; ‘descontrolado’; ‘maluco’; ‘deseducado’; ‘porralouca’; ‘paranoico’; ‘desequilibrado’; ‘machão’; ou apenas ”babaca”?!

  9. Merecia uma reprimenda essa solicitação dessa associação dos nababos. Onde já se viu um juiz pedir para manter verbas pública na surdina? O judiciário brasileiros não nos representam! Escárnio!

  10. Não tem nada a ver com vida privada. Isso é argumento p boi dormir. A tentativa de proibir a divulgação é prova cabal da ciência que estes caras tem da imoralidade que são esses auxílios.

  11. A imoralidade desses marajás precisa acabar. Também precisa acabar suas festas com dinheiro dos impostos, como fazem a cada “posse” de alguém. São aproveitadores do dinheiro do povo!

  12. 06/12/2017 – Cármen Lúcia dá prazo de 48h para tribunais enviarem salários ao CNJ
    Cobrança acontece dias após O GLOBO mostrar que apenas 13 das 90 cortes enviaram informações.

  13. CF Art. 37. A administração pública direta e indireta dos Poderes da União, dos Estados, e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade (encurtado)