Vídeo: bate-boca e tumulto adiam segunda votação da reforma da Previdência de SP

Vídeo: bate-boca e tumulto adiam segunda votação da reforma da Previdência de SP
Arte: O Antagonista

A segunda votação da reforma da Previdência de São Paulo, que estava programada para ontem à noite, na Alesp, teve de ser interrompida e ficou para o dia 3 de março.

Um bate-boca entre deputados provocou mais uma confusão generalizada no plenário. Houve xingamentos, empurrões e ameaças de agressão.

Anteontem, a reforma proposta pelo governo de João Doria foi aprovada em primeiro turno.

São necessários 57 votos em cada votação para a reforma ser aprovada — exatamente o número obtido pelo governo no primeiro turno.

Basta de atritos com Bolsonaro. LEIA AQUI
Mais notícias
TOPO