Bebianno defende "equilíbrio" e "critério técnico" para publicidade de jornal

Telegram

Gustavo Bebianno disse ao Globo que Jair Bolsonaro, no Jornal Nacional, não fez ataques, mas críticas à Folha de S. Paulo.

“Será que a crítica é unilateral? Nós vivemos num regime democrático. Se ele se sentiu atacado em algum momento fora de uma linha de normalidade [é natural criticar], afinal há outros tantos jornalistas [citou alguns] que fizeram comentários a respeito da postura desse jornal. São críticas recíprocas.”

Questionado se as declarações de Bolsonaro, com a advertência de tirar a publicidade oficial da Folha, significariam uma ameaça, o ex-presidente da PSL disse que de “forma nenhuma”.

Com a eleição de Bolsonaro, você precisa se situar no novo mundo da política — e tem de ser rápido. Entenda AQUI

“A publicidade do jornal tem que ter um equilíbrio, seguir um critério técnico. Estamos estudando isso. Entendemos que o estado gasta muito dinheiro com publicidade de forma desnecessária. Acreditamos que isso é um desperdício. Na secretaria de comunicação já houve muitas desconfianças de como se manipula esse dinheiro. Então tudo isso vai ser revisto de forma democrática e tranquila, seguindo os padrões legais.”

Comentários

  • Mauricio -

    É o que se espera. Porém não fico tranquilo dado que as declarações foram assustadoras.

  • Mineiro -

    A midia pode falar merda à vontade e um cidadão não pode criticar a mídia? Que raios de democracia é essa?

  • MOACIR -

    O governo não precisa fazer propaganda daquilo que realiza, com o dinheiro do povo, todos sabemos quando uma obra ou realização é bem feita, basta de desperdício do dinheiro público, só trabal

Ler 99 comentários