Bendita ração

A ração de João Doria não é de João Doria, e sim da Igreja Católica.

Dom Odilo Scherer disse à Folha de S. Paulo:

“Isso não é um projeto do prefeito. O apoio da Igreja a essa iniciativa vem de longe.”

O arcebispo de São Paulo teme que o projeto possa ser cancelado por causa de um bando de demagogos:

“Eu acho que seria uma pena algo que nasceu para ser bom, por equívocos ou manipulação política, seja de qual lado for, venha a ser de alguma forma amputado ou boicotado”.

O próprio Dom Odilo Scherer experimentou a ração:

“Provei os produtos feitos a partir da farinata e não teria problemas em consumi-los todo dia.”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 65 comentários
  1. O Estado de São Paulo publica foto do Dória com um pote de ração com um adesivo do ídolo dos católicos no pote.
    Para evangélicos isso significa a consagração da comida a demônios, já que a Bíblia afirma em Romanos 10 que os ídolos são demônios.
    Com certeza evangélicos não aceitarão comida consagrada a ídolatria.
    Dória é tão estulto que ainda não entendeu que 34% da população brasileira é evangélica e esse vínculo com a idolatria é um desrespeito à fé deles.
    Projetos com dinheiro público não podem ser vinculados à religião, pois acaba excluindo alguns e privilegiando outros.
    Os evangélicos pagam boa parte dos impostos de São Paulo, se não for a maior parte, portanto se esse projeto tiver dinheiro público envolvido ele é ilegal, a não ser que a Igreja Católica pague 100% dele.

    1. O “ídolo” católico em questão é Nossa Senhora de Aparecida, uma representação da mãe de Jesus Cristo.
      Equivaleria nos tempos atuais a fotografia da mãe de cada um de nós, só que no caso, trata-se da mãe nada mais nada menos do que de Jesus Cristo .
      Cuidado Evangélicos … não carreguem consigo fotografias de suas mães, porque pode ser considerado por algum completo ignorante … idolatria…
      Principalmente por aqueles que ignoram que a Igreja Evangélica é uma cisão dentro da Igreja Católica e saem por aí construindo templos cópias fiéis do Templo de Salomão (judaico) e vestindo-se como rabinos…

    2. É verdade. Segundo a Bíblia, no Capítulo 10 do Livro de Romanos, a comida consagrada aos ídolos são na verdade consagradas aos demônios.
      Por trás das imagens de escultura se escondem demônios que têm destruído a vida dos idólatras e por conseguindo a vida deste país.
      Por isso o país vive essa miséria com governantes criminosos no governo. O país foi consagrado aos ídolos e os cegos, que não leem a Bíblia vão atrás dessas imagens como se fossem deuses.
      Dória é burro deixando-se envolver nesse projeto demoníaco!
      Vou guardar essa foto para as próximas eleições e publicá-las para todos os evangélicos!

  2. Congratulações à Igreja Católica pelo trabalho. É inteligente e civilizado combater o desperdício de alimentos e é humano oferecê-los a quem enfrenta revezes na vida. Muitos que criticam são causadores diretos da pobreza crônica do país. Estimo que, de mãos dadas com a prefeitura de SP, esse alimento possa chegar a todos os que necessitam.

  3. Para a esquerdalha é importante manter o povo faminto para que eles possam vender a esperança de mudança em troca de votos. Mudança que nunca vem, pois o povo tem que ser mantido faminto para a próxima eleição…

  4. Deixaram o botocadão primeiro levar as pancadas, para depois virem defender as bolotas. E que conversa é essa , de produtos feitos a partir daquele treco? Por que não explicam tudo de uma vez? Onde é que pretendem distribuir essa coisa? Por que não continuar com a receita de dona Zilda Arns?

    1. De fato, manipuladora é a igreja católica. Deixou o Doria ser xingado, e depois o culpa pela rejeição à ideia/ação esquerdista católica.

    1. Porque os petistas passaram pro outro lado, e isso é um argumento importante na campanha eleitoral que já começou.

  5. Um país com os índices estratosféricos na produtividade de alimentos, que servem meramente para exportação para extrangeiros, enquanto seu próprio povo é tratado como ANIMAIS.

    No máximo isso deveria servir para acrescentar em sopas ou complementar uma alimentação básica.
    Isso fere a DIGNIDADE humana, aos moldes de regimes COMUNISTAS, FASCISTAS e NAZISTAS.

  6. Até que ponto a esquerda chegou, o Brasil campeão do agronegócio inclusive pecuária não tem capacidade de fornecer restaurantes populares e sim ração para pobres.
    Estou achando que a républica foi um fracasso e a esquerdalha pós década de 60 foi a derradeira para de cal.

  7. Qualquer boa ideia fica tóxica quando políticos resolvem apadrinha-lá. E a oposição resolve usá-la como demagogia.
    Eles farinham melhor se isentassem a fabricação dos impostos escorchantes.
    Mas que essa farinha é uma ótima ideia, é.

  8. O maior problema disso tudo vem da sanha de João Dória em querer capitalizar tudo que acontece em São Paulo, como se ele estivesse à frente de todas as iniciativas. O “joão marqueteiro” tem quebrado a cara por sucessivas vezes, mas seu ego é inflado demais para perceber que se dividisse os holofotes com mais pessoas, não estaria sendo tão malhado. Ser um gestor competente implica mais em ter liderados competentes do que fazer tudo.

  9. Que farinata, o quê? Fala o português, padre! Essa infinidade de terra que este país possui, mão de obra sem fim, Sol nunca foi problema, aliás, sem ele nada verdeja, e esses caras-de-pau querem enfiar ração nas crianças? O político dedica 100% do mandato se preparando pras próximas eleições, legislam pra si e compadrios, ou pra fugir da cadeia, gastam fortunas com cafezinhos e regabofes, está na hora de inserir ração no cardápio, cães!

    1. “Cala a boca, idiota”, é a lição diária dos “prefessô” comuna, não estranha repetires por aqui. O negócio é entolá, vagabundá e robáááá. Utopia, meu senhor, só se alcança com tra – ba – lho, já ouviu falar?

    2. É, professor, isso se chama trabalho, coisa que muitos da sua classe desconhecem. Aliás, fizessem vocês o serviço direito e o país não estaria vivendo esse escândalo atolado no caos, mas, não, os “prefessô” estão ocupadíssimos como mulas do comunismo.

    3. Para um idiota, basta ter uma “infinidade de terra”, que a comida vai brotando do chão, sem precisar plantar, sem precisar de mão-de-obra, sem usar adubo, sem usar insumos agrícolas, sem pagar impostos, sem precisar de galpões e silos para armazenamento, sem precisar de caminhões para transportar tudo, sem ter que pagar impostos, tudo num passe de mágica.
      Cala a boca, idiota!

    1. Granulado contra a fome. Eu compartilhei o link da notícia quando vi pela primeira vez. Ninguém merece passar fome.parabens por abraçar a ideia Sr Joào Doria

  10. O próprio Dom Odilo Scherer experimentou a ração:
    “Provei os produtos feitos a partir da farinata e não teria problemas em consumi-los todo dia.”
    Don Odilio que provou e gostou tanto, deveria então substituir os seus manjares por ela, Dória e os jornalistas “Purina” também deveriam alimentar suas famiglias exclusivamente com ela antes de indica-la para as crianças. Não importa de quem é a fabrica de ração, ele pode ser útil numa emergência, mas não como alimentação no dia a dia é um lixo.

  11. Ontem O Antagonista escreveu o post “Vai pastar, Doria”, esculachando o prefeito, sem saberem nada sobre esse alimento, sem pesquisarem, sem entrevistarem ninguém. Hoje já mudaram de ideia.
    Peçam desculpas! A aceitação a vocês cai mais do que a aceitação do Doria.
    Credibilidade ZERO!
    .
    https://www.oantagonista.com/brasil/racao-humana-vai-pastar-doria/

  12. A periferia sobrevive de macarrão instantâneo, salsicha e biscoitos de qualidade duvidosa… Mas os “especialistas” bolivarianos não perdem a chance de tentar sabotar o Prefeito. Lamentável. O esquerdismo é uma DOENÇA MENTAL.

    1. Prefeito?
      Que prefeito?
      O cara não trabalha, só passeia e faz campanha.
      Ah sim, adora estar na mídia, como agora.
      É um fanfarrão.

  13. Primeiro, é chamado de ração ou comida de sobrevivência, muito utilizado em países que tem desastres naturais, como terremotos, tsunamis, furacões. Essa comida de sobrevivência tem prazo de validade de 10 anos. Por causa disso as pessoas, por ignorância, começam a fala que tem um monte de conservantes. MENTIRA. A ração é obtida a partir de alimentos, que seria desperdiçados, liofilizado, ou seja, removida toda a água. Alimentos que tem baixa ou nenhuma quantidade de água não cresce bactérias nem fungos. Sem falar da tecnologia que envolve na produção desse alimento.
    Vocês que estão criticando não sabem, na pratica, o que é passar fome, procurar comida no lixo (lixão). So sabem criticar atitudes que podem vir estar matando a fome de alguém. É o ideal? Não, o ideal é mais empregos para todos, mas enquanto não se arranja emprego, deixa o povo morrer de fome?

  14. Quem tem fome come qualquer coisa.
    O problema é que lixo político com doria promove farra com o dinheiro público e se vangloria ao lançar migalhas para o povão.
    Isso também é a cara da igreja católica.
    Nojentos.