​BENÉ, DE NOVO

Segundo o Estadão, a Acrônimo apurou que os recursos do BNDES foram liberados mediante pagamento de contribuição de campanha pela empreiteira JHSF para Fernando Pimentel.

A operação financeira foi intermediada por Benedito Oliveira Neto, o Bené, o operador do petista, que já fechou acordo de delação premiada.

Faça o primeiro comentário