Patrimônio de Mônica cresceu R$ 19,5 milhões

A análise das finanças de Mônica Moura, mulher e sócia de João Santana, também mostra um salto patrimonial chocante em apenas dez anos do governos do PT.

Em 2004, Mônica declarou possuir apenas R$ 56,5 mil em bens. Em 2014, ela declarou um total de R$ 19,5 milhões.

Segundo o relatório da Receita, os recursos foram “provenientes de lucros e dividendos e recebimentos de diversos empréstimos de João Santana, Santana & Associados Marketing e Propaganda Ltda. e Polis Propaganda & Marketing Ltda., a partir de 2010.”

Os investigadores estão intrigados com o fato de os empréstimos nunca terem sido quitados. Por exemplo, um de R$ 992 mil, em 2010, da “Santana & Associados”, que, em 2012, aumentou para R$ 5,8 milhões.

“Tais dívidas declaradas podem não corresponder à realidade, apenas teriam servido para dissimular real origem de recursos utilizados no aumento patrimonial da contribuinte.”

Como Mônica registrou em seu Instragram, “a liberdade é vermelha”. No caso, a liberdade financeira presenteada por contratos com o PT, bancados com dinheiro sujo desviado dos cofres públicos.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200