Bernardinho vai fazer o que tem de ser feito

Bernardinho está pronto para se candidatar a governador do Rio de Janeiro.

Ele disse numa palestra:

“Eu estou disposto a ir… Vamos parar de nos lamentar e fazer o que tem de ser feito”.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 54 comentários
  1. O Rio precisa de alguém inconformado.
    Inconformado com a mediocridade.
    Inconformado com a mentalidade “ixperta”.
    Alguém que rasgue a camisa com os dentes.
    Alguém com energia.
    Alguém honesto.

  2. “Eu estou disposto a ir… Vamos parar de nos lamentar e fazer o que tem de ser feito”. MUITO
    POÉTICO, MAS TAMBÉM MUITO VAGO. O QUE É QUE TEM QUE SER FEITO? ASSALTAR
    A CASA DA MOEDA PARA PAGAR O FUNCIONALISMO ESTADUAL?

  3. E ISSO AI BERNADINHO! TA NA HORA DAS PESSOAS DE BEM ASSUMIREM A LIDERANÇA!
    BEM SEI QUE NAO E FACIL ENGOLIR SABO, COBRAS, LAGARTAS… MAS, FELIZMENTE, COMO TUDO NA VIDA, APESAR DOS POLITICOS SE ACHAREM ETERNOS, NADA E PARA SEMPRE!
    VC PODE VIRAR O JOGO DESSA CARICATURA QUE, INFELIZMENTE, VIROU A CIDADE MARAVILHOSA!
    ANIMA, QUE OS LIDERES DE BEM E DO BEM, COMECEM A SE MANIFESTAR!

  4. O Rio está precisando muito, mas bem que ele poderia de candidatar à presidência. Quero ver se aquele monte de congressistas corruptos teriam coragem de bater de frente com ele.

  5. Pelo deserto político que atravessamos, o Bernardinho é de longe a única saída para o Estado do Rio de Janeiro, por tabela, a cidade do Rio de Janeiro. Empregos, saúde, educação e segurança URGENTE!!!

  6. Que coragem Bernardinho, pegar uma bomba destas, tem um nome a zelar. Você, toda equipe, técnica e jogadores trouxeram muitos títulos para s as seleções feminina e masculina. É competente, íntegro, honesto.

  7. Tem de mudar tudo, e sem medo, matar os ratos nas urnas. Os velhacos da política têm voto garantido da bandidagem, se o judiciário não prende a população encontrará os meios. A limpeza é demorada, o país está em escombros, porém os brasileiros estão prontos pra ajudar.

  8. O amigo de Orlando Diniz, o que ganha um money poderoso com palestras e “clínicas de vôlei ” patrocinadas pela Fecomércio/RJ? Aquele amigo do Nuzman? Diniz+Nuzman = Cabral. Querem mais?

    1. O carioca perdeu a mão do jeitinho. Ser boa praça e informal são virtudes a depender dos objetivos. Não se resolve tudo assim. Violência é um jeito informal de resolver conflitos. Os cariocas precisam recobrar a crença na formalidade, na solenidade, na seriedade. Menos chinelinho e mais mocassins.