Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bertin pagou 57 milhões a Funaro, Cunha e Geddel por empréstimo da Caixa para obras do Rodoanel

Bertin pagou 57 milhões a Funaro, Cunha e Geddel por empréstimo da Caixa para obras do Rodoanel
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

No relatório final da Operação Cui Bono?, a Polícia Federal acusa o Grupo Bertin de ter pago R$ 57,3 milhões em propina ao doleiro Lúcio Funaro para obter um empréstimo de R$ 2 bilhões na Caixa – o dinheiro era para obras do trecho leste do Rodoanel, em São Paulo.

A obra foi iniciada em 2011 e concluída em 2015.

Segundo os investigadores, o dinheiro teria sido dividido por Funaro com Eduardo Cunha e Geddel Vieira Lima, ambos presos. A investigação se baseou na colaboração premiada de Funaro, que entregou planilhas e notas fiscais com a indicação de 63 transações feitas pela Contern, construtora da Bertin que executou a obra.

O dinheiro foi escoado por meio de duas empresas do doleiro, entre os anos de 2013 e 2015.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO